Der Baader Meinhof Komplex (2008)

“Der Baader Meinhof Komplex” (2008)

IMDb

memória

A história da Alemanha do pós-guerra é uma peça importante de um puzzle complexo. A forma como a República Federal se inventa e contesta quase até ao ponto da implosão é uma boa síntese de muitos dos conflitos ideológicos internos que a Europa enfrenta hoje. Por outro lado, os pontos de vista radicalizados que vemos neste filme são o produto da forma como os alemães ocidentais lidaram com a memória da sua própria (então recente) história. É um tema delicado, que me parece de extrema importância, saber como uma nação se reinventa quando certas partes do seu passado aparecem vergonhosas no presente, e nada no presente indica como nos podemos ver ao espelho como membros dessa nação. Como português nascido depois do século XVI, e depois da explosão colonial do século XX, sei alguma coisa sobre o que significa crescer num país desfigurado na ideologia.

Com isso em mente, o que este filme faz é reduzir ao essencial o tema complexo que enfrenta: estas pessoas desinteressantes, Baader, Meinhof e amigos, representam o desencantamento que mesmo os alemães menos radicalizados sentiriam naquele momento: a Alemanha foi, afinal, esvaziada de toda a sua força como nação cultural, entregue ao seu próprio valor, também intrínseco, como poderio tecnológico e material. Na sua busca louca por uma nação superior, Hitler forçou o mundo germânico a um suicídio cultural, o fim abrupto de um longo caminho de enriquecimento artístico de todos nós. A Alemanha Federal comprou literalmente a saída do seu passado, apostando tudo na qualidade da vida material. O que sobrou foram as feridas para cicatrizar, o desencanto e o desespero como forma de prosseguir. Quando misturamos essas noções com políticas radicais de extrema esquerda, inseridas na cabeça de pessoas desinteressantes, temos o tipo de cocktail que explodiu nos anos 70.

Por isso temos Baader/Meinhof, os mais divulgados de uma série de radicais do mesmo tipo. E provavelmente o que eles fizeram foi exprimir com demasiada intensidade o que outros alemães não politizados estavam igualmente a sentir. Eles são personagens desinteressantes, cujas acções são em última análise pouco importantes no grande quadro das coisas. Hoje eles importam apenas como símbolos dos conflitos dos quais fizeram parte, que são suficientemente reais para causar verdadeira dor na alma dos alemães. A resolução destes conflitos, levantados pelos filhos da guerra, definiria aquilo que a Alemanha é hoje. A queda do muro apenas serviu para levar esta versão da Alemanha ao outro lado. E o grande e crescente peso que a União ganhou em todos os países europeus estendeu essa noção (misturada com algumas noções antiquadas de política francesa) ao resto do continente – O Reino Unido decidiu cedo estar fora do núcleo europeu.

Estou certo que muito mais coisas especificamente dirigido a temas mais alemães. Estou fora dessa discussão.

É importante realçar como o fenómeno Baader/Meinhof não foi um caso isolado na Europa. Há poucos dias atrás, a ETA anunciou o fim das suas acções armadas. Provavelmente foi o fim do último fóssil da revolução mental que varreu a Europa naquela altura.

O mérito deste filme é que permite este e outros comentários, e a reflexão sobre o tema. Lembra-nos disto, e isso é importante. Como filme, é uma experiência normal.

A minha opinião: 3/5

Este comentário no IMDb

 

0 Responses to “Der Baader Meinhof Komplex (2008)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve