Miyoko Asagaya kibun (2009)

“Miyoko Asagaya kibun” (2009)

IMDb

viver, contar, cativar

Assumir a biografia de alguém como o tema central a tratar, e verter isso para um filme deve ser uma das coisas mais difíceis de fazer em cinema. Digo isto baseado não em experiência pessoal, mas na quantidade de projectos que tentam tal feito e que falham completamente, alguns de forma gloriosa, outros de todo sem graça. Parece-me que há várias abordagens que podemos considerar:

-consideramos os factos da biografia, especialmente aqueles mais reconhecíveis pelo público, se a vida em questão tem alguns, e encenam-se esses factos. Esta é a abordagem mais preguiçosa, e mais comum. Qualquer “vida de Cristo” produzida para a televisão para ser exibido na Páscoa faz isto;

-transformamos a vida num épico. Exageramos os factos, e dramatizamo-los para os tornar questões de vida ou morte. Normalmente isto é feito ao atrair-nos a um mundo muito específico, onde a vida retratada é central na vida de todos que o rodeiam. A vida que se retrata deve permitir esta abordagem, mas é uma visão cinematográfica, porque são as especificidades do cinema como meio que permitem a abordagem. Mas não me parece que seja uma forma de o fazer especialmente interessante. Gandhi cai aqui. Ali também. O recente “king’s speech” também entra neste grupo, ou em parte entre este e o primeiro;

-consideramos a vida pelo que aconteceu nela. Há uma vida ou pedaços dela para ser contados, o sujeito realmente viveu num sítio qualquer, durante um certo tempo, casado com uma certa pessoa, etc etc. Consideramos tudo isso, e depois esquecemos tudo., e fazemos um filme intuitivo sobre o que se poderia chamar a essência da personalidade em questão. Supõe-se que é alguém que importa não? Alguém que significou algo, em alguma área específica, não? Por isso, o que é que ele mudou? Como é que ele agitou as coisas? Se quiseres, como é que ele chegou a essas coisas, tendo em conta o que viveu e o que era? Esta é a abordagem mais válida. Muitos dos filmes que vejo que tentam este ataque falham, e por isso me parece extremamente difícil de fazer bem, mas aprecio muito esses falhanços, aplaudo os responsáveis, pessoas com coragem, realizadores válidos, todos os que o tentam. “A vida e morte de Peter Sellers” funcionou, parece-me que por causa de Rush. “your name here” falhou gloriosamente a apresentar a mente de Dick. Este aqui, suponho que falha, pelo menos a mim não me cativou, mas não conheço a pessoa apresentada aqui, não conheço os mangas dele. O filme realmente toca a alma de um homem, mas como filme não funciona para lá dos truques inteligentes que usa:

A vida dele como obsessão sexual. Essa obsessão apaixonadamente concentrada na namorada dele. Essa obsessão é tão grande que muda e molda as vidas das pessoas que os rodeiam: a amante, e o amigo que ele conduz a sexo com a namorada. Voyeurismo, que se escapa para histórias de manga. Um contador de histórias que força as histórias a acontecerem com ele e os seus amigos e a sua namorada, mais do que coleccionar as histórias que naturalmente lhe vão acontecendo. Ele perigosamente tira as histórias das pessoas. E os realizadores retiram este filme da biografia deles. Aplaudo. Este filme poderá funcionar com outras pessoas, falhou comigo, mesmo que houvesse material aqui. Vou procurar mais deste realizador.

A minha opinião: 2/5

Este comentário no IMDb

Advertisements

0 Responses to “Miyoko Asagaya kibun (2009)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve