The Drowning Pool (1975)

“The Drowning Pool” (1975)

IMDb

maré negra

Parece-me que o objectivo deste filme era explorar o personagem no ecran de um Paul Newman a esta altura totalmente estabelecido.

Isto significa que temos um filme construído sobre noções cristalizadas de estilo, associadas com o efeito cómico que vem agarrado a isso. Basicamente, o filme vive dos espectadores aceitarem o efeito Newman, e aceitarem o facto de que, porque ele está no ecran, isso basta para que o filme valha a pena. Por isso, usaram uma história noir estilizada, porque isso lhes permitia estar à volta de Paul todo o tempo, com todas as coisas a acontecerem à volta dele. Ele é (literalmente) o nosso detective. Este filme foi lançado 1 ano a seguir a Chinatown. Não sei o quanto eles consideraram este aspecto, mas suponho que de repente o noir estava na moda outra vez, e por isso um filme como este seria ainda mais apelativo.

Não sei se o filme funcionou nessa altura, mas posso dizer que hoje ele parece (e soa!) incrivelmente estranho, e hoje pergunto-me como é que eles esperavam safar-se com isto. Mas os tempos mudam e é possível que em tempos o filme pudesse ter parecido relativamente apelativo para um certo tipo de audiência. Essa audiência seria, suponho, as pessoas da geração de Newman, porque os seus 50 anos até poderiam ser curiosos para os jovens daqueles dias da mesma forma que, por exemplo, Harrison Ford, era apelativo para a minha geração (eu tenho 25), mas ele não estaria já exactamente no topo do mundo como os nessa altura já venerados de Niro, Al Pacino, etc.

O que estranhamente soa mal é a actuação de Newman, que é exagerada e, eu diria, preguiçosa. Ele vai com a maré, não se leva a sério (e isso poderia ser bom) mas depois cai numa espiral de auto-paródia, que parece exagerada e forçada. Woodward é a única boa actuação aqui.

E a “piscina” do título é uma boa acrobacia, admito. Tem um sabor interessante, obviamente realçado pelos corpos quase nus, que eram uma intenção clara e, bem, não tão afastada das premissas de qualquer filme Bond… Mas o resto do filme arrasta-se.

Ah, e isto foi filmado numa área que está agora mesmo à beira de deixar de existir em toda a sua riqueza natural. O mesmo petróleo que é o mcguffin desta história é o responsável hoje em dia. terrível.

A minha opinião: 2/5

Este comentário no IMDb

Advertisements

1 Response to “The Drowning Pool (1975)”


  1. 1 marcos Julho 3, 2010 às 10:21 pm

    eu gostava muito do paul newman! pra mim um grande ator e um simbo,o do seu tempo!eu nunca vi esse filme mas vou assisti-lo com certeza! paul parece ser um james bond mais relapso e sem a gana para matar com a mesma elegancia que o 007! paul com seus fulminantes olhos azuis deve conquistar tantas mulheres como o james bond! pelo menos deveria ser assim. já que paul sempre foi um galã!e mesmo depois de sua morte continua sendo!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve