The Ice Harvest (2005)

“The Ice Harvest” (2005)

ice-harvest2

IMDb

Calor gelado

Acabei de comentar um filme notável, ‘Caramel’. O motivo pelo qual digo isto agora é porque creio que esse filme lindo funciona de uma forma totalmente oposta a este. Aí tínhamos um ambiente, o filme em si tinha a sua própria “personalidade”, como um organismo vivo, e todos os personagens (que procuravam ambientes semelhantes nas suas vidas) estavam inseridos nesse contexto. Aqui temos personagens que tentam construir o ambiente do filme, pelas suas acções. O filme é um cartucho vazio, que os personagens deverão encher com o que eles são como personagens mas, sobretudo, como actores. O sucesso deste tipo de abordagem depende, claro, das escolhas de actores. Aqui temos Cusack, que é um valor acrescentado à partida. Admiro o que ele faz. Ele tem menos amplitude do que outros bons actores, como Depp, mas é muito flexível dentro do seu tipo de actuação. A sua maior qualidade é a forma como ele lê com antecedência o que é preciso dele para que as coisas funcionem, e como se encaixa para que a máquina funcione. Ele encara-se como uma peça do jogo. Connie Nielsen também é interessante, e curiosamente encaixa melhor aqui do que em “Advogado do Diabo”. Todos os outros actores cumprem apenas o papel, sem terem noção da maquinaria maior exterior a eles, excepto Billy Bob, que na verdade pensa que isto tem alguma coisa q ver com personagens e com como ele actua, e como ele aparece, e como ele, ele, ele…

Estas questões à parte, creio que há uma ideia interessante aqui. Nada que não tenha sido tentado já, mas mesmo assim interessante. Não tem uma construção narrativa especialmente inteligente, na verdade é bastante previsível com a excepção de uma reviravolta no final, mas consegue ultrapassar essas predizibilidades, ao bater na tecla que interessa mais a Ramis: a comédia. Aqui, ela acontece quando sentimos que os personagens se desviam do tema aparentemente principal, e esse é o aspecto interessante. O filme é aparentemente sobre um roubo, mas na verdade Cusack passa a maioria do seu tempo com temas paralelos; o polícia não tem a mínima ideia do que se passa e até tenta valorizar-se perante Cusack, para subir na consideração da máfia local, que até são os que estão a ser roubados. Os temas de família também entram neste campo. Assim, o que se passa aqui é uma questão de estabelecer um tema principal, e depois disso focarem-se nos temas envolventes “menos” importantes.

O que sabe mal é a sensação de que tudo poderia ter muito mais força do que na verdade tem. Parou a meio caminho de algo realmente bom.

A minha opinião: 2/5

Este comentário no IMDb

0 Responses to “The Ice Harvest (2005)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve