Double Indemnity (1944)

“Double Indemnity” (1944)

double

IMDb

O Personagem controla o destino?

Antes deste, vi o ‘Ministry of Fear’ de Lang, onde ele era um homem que tentava sair de uma concepção visual específica para entrar noutra com efeitos visuais semelhantes, mas usados de uma forma totalmente diferente (e aí estavam as dificuldades de Lang para entrar no novo mundo). Billy Wilder nasceu para o cinema no contexto do jogo noir, foi um dos melhores nesse jogo e fez o melhor filme da primeira fase do noir, para mim. Este é o seu primeiro noir (e apenas o seu quarto filme). Podemos ver onde ele vai, e ver este filme é importante, quanto mais não seja para percebermos as raízes de ‘Sunset Blvd.’, uma obra prima de narrativa cinematográfrica.

Assim, temos um dispositivo comum narração, em que um personagem principal, ao redor do qual toda a história se desenvolve, narra tudo (em sunset assumimos do início que estamos a ouvir um homem morto, aqui ele grava a própria voz, antes de morrer). É um bom sistema, eficiente em 2 sentidos.-Primeiro diz-nos onde a história termina, sabemos que algures, algo vai acontecer para permitir que o personagem chegue onde o vemos no início e isso limita a narrativa em dois pontos: as imagens que primeiro vemos do personagem depois de tudo acontecer, e o primeiro momento do que ele narra em flashback. -Também nos diz sem dúvida quem o narrador é; nós Sabemos que tudo o que veremos vem dos olhos e ponto de vista de Neff, e especialmente, o que não vemos ele também não viu.

O resto é jogo noir comum, vários personagens que lutam por poder sobre a acção, Neff, a ‘femme’ loira, Zachetti; uma mulher que é uma marioneta para todos os manipuladores, Lola, e um ‘detective’ que neste caso não está no centro da história, ao invés tenta compreender as coisas que nós, audiência, já sabemos, e serve como obstáculo a Neff (o personagem de Robinson).

Falha em alguns pontos. Creio que Stanwyck não tem o magnetismo necessário, e ainda mais quando ela partilha o ecran com a maravilhosa Jean Heather, que posa e actua de formas de longe mais interessantes. O seu personagem deveria ter sido muito mais explorado, ela é Lola(ita!). Suponho que os códigos e a censura não teriam permitido que algo realmente interessante fosse feito com este personagem. Zachetti, supostamente é pouco importante e acaba por ser crucial. Mas o facto é que ele não tem qualquer peso. E a conclusão deste jogo é fraca porque na verdade é Neff que escolhe o seu destino, não o contrário… Ele poderia simplesmente ter virado costas e fugir se não fosse por problemas de consciência. Ele deveria ter acabado atado pelo destino que o moveu o tempo todo.

A minha opinião: 3/5

Este comentário no IMDb

0 Responses to “Double Indemnity (1944)”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve