WALL·E (2008 )

“WALL·E” (2008 )

IMDb

Antonioni animado

Que coisa bonita aconteceu aqui. Uma vez mais, um filme da Pixar traz algo diferente do que tinham feito antes, explorando com inteligência aspectos interessantes e importantes da criaçao fílmica.

Três coisas fazem este filme. Duas delas sao interessantes e têm classe, a terceira pode no futuro, dependendo dos filmes que se façam sobre este, ser vista como algo novo.

-a “animaçao” na sua forma mais pura é de classe mundial num ponto de vista minimalista. Wall.E, o personagem, é uma obra prima em tirar muito de muitos poucos elementos. No fim de contas é uma caixa, com dispositivos associados, sem as possibilidades expressivas de algum elemento como a pele. Tudo é feito com pequenos movimentos, detalhes de expressao, coisas que analisam até um vasto limite o que é preciso para fazer algo expressivo. Nao teve sucesso com o robot feminino branco ou com outros personagens, nomeadamente os humanos.

-O comentário auto-irónico. A Pixar tem as mesmas raízes que a Apple (Steve Jobs), e é interessante e uma auto-crítica que num momento em que a Apple tenta revolucionar a uma extensao global os conceitos de interface que eles critiquem esse “mundo branco” que eles propoem, realçando o potencial negativo da sua disseminaçao a uma escala global. A “brancura” dos sentimentos, onde dizem aos humanos para onde devem olhar, ensinados pelos mecanismos, e pelos computadores, como o que emula o de Kubrick/Clarke. Neste filme, as pessoas vêm o filme que lhes dizem para ver. Isso para mim é muito mais notável que as tao faladas preocupaçoes ambientais.

-por último, e mais importante que tudo é a afirmaçao arrojada de que é possível injectar os fluídos da mais profunda meditaçao visual no conteúdo de um filme comercial “de família”. O arrojo de criar um produto como este quase sem diálogo, e a capacidade de elevar a qualidade de uma imagem puramente artificial a um nível que permite à nossa imaginaçao visual funcionar emocionalmente. Algo que Tarkovsky ou Antonioni nos ensinaram a fazer. Este filme foi ambicioso e é importante por isso, mas ainda nao é uma obra prima nessas questoes. Quero ver mais. Espero que esta pista seja seguida.

A minha opiniao: 4/5 Vejam-no

Este comentário no IMDb

0 Responses to “WALL·E (2008 )”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Destaques

Vou começar de forma mais séria a tratar o tema do cinema e espaço/arquitectura. Espero poder introduzir novidades em breve